DAF-75-years-of-trucks-from-Eindhoven-header-visual

DAF: 75 anos de camiões de Eindhoven

Inovação, design inteligente e tecnologia revolucionária

 
  • 25 de junho de 2024
  • Eindhoven
  • DAF Trucks N.V.
 

Este ano, a DAF Trucks celebra 75 anos de construção de camiões. Um marco numa longa lista de destaques impulsionados pela inovação, tecnologias revolucionárias e design inteligente. Estes mesmos blocos de construção constituem a base da mais recente geração de camiões DAF que, tal como os seus antecessores no seu tempo, estabeleceram a referência em termos de eficiência, segurança e conforto para o condutor.

 

As bases para a DAF foram lançadas em 1928. Nos primeiros anos, a empresa era conhecida em Eindhoven como "Fábrica de máquinas de Van Doorne". Quando Hub e Wim introduziram reboques no mercado no início da década de 1930, os primeiros contornos da DAF, tal como a conhecemos, começaram a tornar-se visíveis. Ao contrário de outros veículos no mercado, os chassis não eram rebitados, mas soldados, tornando-os muito mais leves do que o habitual, e foram um enorme sucesso. A fábrica de máquinas redirecionou o seu foco e passou a ser a Van Doorne’s Aanhangwagenfabriek ou, por outras palavras, DAF.

O primeiro camião

A DAF começou a adaptar-se rapidamente quando a procura de transporte registou um enorme crescimento durante a reconstrução da Europa. Foi criada uma linha de produção para reboques e semirreboques e foram elaborados planos concretos para a construção de uma fábrica de camiões.

Em 1949, foi lançado o A30. Um camião de 3 toneladas destinado principalmente ao mercado interno. A grelha apresentava sete faixas cromadas características.

Parte do cenário

Alguns meses mais tarde, foi lançado o primeiro modelo da fábrica, rapidamente seguido pelo A50 (5 toneladas) e o A60 (6 toneladas) para trabalhos pesados. Um camião de entrega – o A10 de 1 tonelada – viu pela primeira vez a luz do dia em 1950, seguido por um modelo de pick-up de rotação – o A107. O número de modelos aumentou rapidamente, incluindo veículos com um chassis especial para camiões basculantes e camiões do lixo e uma série de veículos militares. Num curto espaço de tempo, a DAF transformou-se numa marca de camiões que se tornaria uma parte inconfundível do cenário.

Na altura, todos os camiões saíam da linha como chassis com motor e grelha. A construção de cabinas ainda estava nas mãos dos construtores de carroçarias. Tudo isto mudou em 1953 quando a DAF começou a fabricar as suas próprias cabinas. Em 1955, a fábrica celebrou a produção do seu 10 000.º chassis – uma ocasião especialmente importante graças a uma encomenda do exército holandês de 3600 veículos. Pouco depois, a DAF começou também a desenvolver e a construir os seus próprios motores (diesel). A DAF tornar-se-ia a primeira a adicionar um compressor turbo à fonte de alimentação dos seus camiões para potência extra e maior eficiência.

Transporte internacional

Em 1957, a DAF apresentou o DO, um camião com um design característico e um eixo traseiro de 10 toneladas desenvolvido especialmente para esta série. Tornou o DO particularmente adequado para o transporte pesado e internacional, que se tornava gradualmente mais popular. A segunda geração do DO apresentava até uma cama rudimentar – uma novidade na época. 

No início dos anos 60, o construtor de camiões holandês volta a surpreender-nos, desta vez com o DAF 2600, um camião ainda mais especificamente direcionado para o transporte internacional do que o que DO. A cabina era revolucionária. O seu formato quadrado maximizava o espaço de descanso e o conforto para o condutor, que, por vezes, se ausenta de casa durante semanas. A cabina tinha espaço para uma cama e até mesmo para um beliche, se necessário. As grandes janelas proporcionavam muita luz e uma visibilidade panorâmica inigualável, que melhorou a segurança. A série 2600 tornou-se conhecida como "mãe do transporte internacional".

Tendências

Em 1970, a DAF lançou a série F1600 – F2200. Os veículos apresentavam uma cabina inclinável, tornando a DAF uma das pioneiras neste domínio. As vantagens da cabina inclinável eram consideráveis. Facilitou, melhorou e acelerou a realização de trabalhos de manutenção por parte dos mecânicos e ofereceu ao condutor um espaço de trabalho muito mais silencioso, uma vez que o motor estava incorporado na cabina.

O revolucionário 2600 abriu caminho em 1973 para o novo 2800 (e, mais tarde, para os 3300 e 3600). O 2800 não tinha uma, mas duas camas e, graças ao incrível conforto, tornou-se no camião de referência para longas distâncias. A DAF foi também o primeiro fabricante a lançar o arrefecedor intermédio turbo para obter mais binário, mais potência e menor consumo de combustível.

Super SpaceCab

Nos anos 80, a DAF proporcionou um novo impulso ao transporte de longa distância e ao transporte pesado com a introdução do DAF 95, que podia também ser equipado com um tejadilho muito alto para um conforto inigualável do condutor: a SpaceCab. Esta foi até seguida por uma Super SpaceCab, a melhor em termos de espaço e sofisticação. Para o transporte regional e nacional, a DAF lançou o DAF 65/75/85.

Número um em termos de sustentabilidade

Nos anos seguintes, esta série de veículos – e os seus sucessores, os CF e XF – marcaram a sua posição na Europa e tornaram-se cada vez mais populares em locais mais distantes. O mesmo se aplica à nova série LF, lançada na passagem de século e que visava a distribuição regional e local. Em 2010, a DAF foi a primeira a introduzir um camião híbrido no mercado. O LF Hybrid reduziu o consumo de combustível e as emissões de CO2 em 20%, graças à utilização de um motor elétrico em áreas urbanas. O LF Hybrid justificou a posição número um da DAF no que diz respeito a tornar o transporte rodoviário mais sustentável, uma posição que foi ainda sublinhada pela introdução, em 2018, do DAF CF Electric, o primeiro camião totalmente elétrico a ser construído por um fabricante europeu.

Nova geração DAF

Durante estes anos, a União Europeia tinha vindo a elaborar novos regulamentos relativos aos pesos e dimensões dos camiões. Quando os regulamentos entraram em vigor no final de 2020, a DAF foi o primeiro fabricante de camiões a estar pronto para trabalhar em conformidade com estes. Isto tornou os camiões da nova geração DAF lançados em 2021 tão revolucionários como os famosos DO, 2600, 2800 e XF no seu tempo.

Os regulamentos proporcionam aos fabricantes de camiões a oportunidade de aumentar ligeiramente as suas cabinas, desde que o comprimento extra fosse vantajoso para o ambiente, para a segurança do veículo e para o homem ou mulher ao volante. Os camiões da nova geração DAF oferecem consideravelmente mais espaço para o condutor, são significativamente mais eficientes, graças ao seu design simplificado e, com as suas linhas de cintura muito baixas do para-brisas e os sistemas de câmara inteligentes, foram concebidos para maximizar a segurança na estrada. O XF, XG e XG+ da DAF para trabalhos pesados e transporte de longa distância e a série XD (para distribuição nacional e regional) ganharam o prémio "Camião Internacional do Ano" duas vezes consecutivas.

O XD e o XF estão também disponíveis com um grupo motopropulsor totalmente elétrico e têm uma autonomia de até 500 quilómetros sem emissões com uma única carga. O XD e o XF Electric estão integrados na linha de montagem de camiões elétricos, uma nova linha de produção que entrou em funcionamento em 2023 na fábrica da DAF em Eindhoven. Além disso, a DAF introduziu uma versão totalmente elétrica para a distribuição urbana – o XB da nova geração DAF – que está a ser fabricada pela Leyland Trucks na Grã-Bretanha.

Preparada para o futuro

A DAF está totalmente preparada para o futuro. Não só graças à sua nova geração de veículos, mas também porque a empresa continua a trabalhar arduamente em soluções de transporte inovadoras. Por exemplo, a DAF está a desenvolver motores a hidrogénio sem emissões, para além de emissões de vapor de água. Ao mesmo tempo, a empresa-mãe da DAF, a PACCAR, está a realizar testes com tecnologia de célula de combustível ultralimpa e a avançar com o desenvolvimento de grupos motopropulsores elétricos.

Os camiões DAF são vendidos em todo o mundo. De África à Oceânia. Da América do Sul, onde a DAF tem a sua própria fábrica no Brasil, à Ásia. E, naturalmente, na Europa, onde foram construídos no ano passado um total recorde de 69 800 camiões. Os clientes da DAF contam não só com a fiabilidade dos camiões, mas também com a vasta gama de serviços de assistência – desde o seu serviço de recuperação internacional, fornecimento de peças de primeira classe e serviços financeiros a carregadores rápidos para camiões elétricos e até a instalação de redes locais de energia com suporte autónomo. A eficiência de transporte é muito mais do que apenas camiões de alta tecnologia.

Os DAF genuínos

"Hub e Wim van Doorne não acreditariam no que viam se pudessem ver os produtos de 2024", afirma Harald Seidel, presidente da DAF Trucks. "Ao mesmo tempo, poderiam confirmar com muita satisfação que os nossos camiões são DAF genuínos: inovadores, de alta qualidade e desenvolvidos para proporcionar a máxima eficiência, o máximo conforto para o condutor e uma segurança sem precedentes. Ficariam muito orgulhosos. Tão orgulhosos quanto eu estou relativamente ao nosso passado, ao nosso presente e aos nossos planos para o futuro."

 

 
 

Press Contacts

Are you a journalist and do you have a question? Please contact: 

Rutger Kerstiens
Corporate Communications Department

Tel: +31 (0)40 214 2874 
E-mail:  rutger.kerstiens@daftrucks.com

 

For general questions about DAF, please use:

Tel: +31 (0)40 214 9111 
E-mail:  info@daftrucks.com

 
Rutger Kerstiens